Porque utilizar Linux em seu ambiente de servidores?

 

O aumento no número de empresas que passam a utilizar Software Livre em sua estrutura de TI não vem sem motivo. Uma pesquisa encomendada pela empresa de distribuição SUSE® estimou que 83% das empresas estão utilizando o sistema Linux em seus ambientes de servidores, e as maiores razões para isso incluem estabilidade, alta performance e o baixo custo de propriedade (TCO), quando comparado com outras opções, como o Windows Server®.

A pesquisa encomendada pela Suse estimou ainda que, dos 17% das empresas que não utilizam Software Livre em seu ambiente, 46% pretende migrar seus servidores para ambiente Linux. Além disso, entre os principais motivos para migrarem suas plataformas, 61% citou segurança, 46% baixo custo de propriedade (TCO), 44% alta disponibilidade e 41% a alta performance.

 

                                                  Fonte: https://www.suse.com/media/brief/linux_gains_momentum.pdf

 

     Não é por acaso que o Linux cresce vertiginosamente no mercado de servidores e vamos aqui conhecer as razões disso:

 

 1. Estabilidade

Os sistemas baseados em kernel (núcleo do sistema) Linux são, de fato, reconhecidos pela sua capacidade de trabalhar por anos sem falhas, e sem a necessidade de reiniciar o servidor. Isso é um ótimo diferencial para usuários, mas de extrema importância para empresas que querem confiabilidade na hora de montar seu ambiente de TI.

O Linux lida com um grande número de processos simultâneos de uma forma inteligente e muito mais limpa do que o Windows. Cada processo pode ser controlado separadamente, e alterações nas suas configurações não geram a necessidade de reiniciar o servidor, que em geral só é desligado de forma programada, após alguma atualização de versão, ou quando há falta de energia em locais onde não há uma estrutura preparada para quedas na rede elétrica (instalação de no-breaks e/ou geradores).

 

2. Segurança

O Linux é, de fato, um sistema mais seguro que seus concorrentes. Isso se dá por diversos fatores, entre eles o fato do Linux ter sido desenvolvido como um sistema multiusuário e no modo como os privilégios de conta são distribuídos no sistema. Cada usuário criado no sistema tem sua ação restringida por padrão, ou seja, mesmo que o usuário seja comprometido, ele não poderá fazer grandes mudanças no sistema se não tiver privilégios de administrador. Além disso, os processos no Linux rodam com privilégios e usuários distintos, fazendo com que, caso um serviço seja comprometido, não afete os demais.

A pluralidade de distribuições também e a enorme comunidade e desenvolvedores para sistemas Linux também protege o sistema.

Sem dúvida, a diversidade é uma vantagem para a segurança e evolução no meio ambiente, e isso se aplica também ao mundo dos sistemas operacionais. Existem hoje, inúmeras distribuições baseadas no kernel linux, inclusive algumas concorrentes se utilizam desse fator, como a Apple® e seus sistemas IOS utilizam kernel Unix. E essa gama de variações sendo desenvolvidas simultaneamente auxiliam na correção de falhas e bugs que, por ventura, venham a ser descobertos, antes de serem explorados.

 

3. Alto desempenho e uso de Hardware.  

    O linux é leve, escalável e incrivelmente flexível, podendo ser reconfigurado para apenas rodar os serviços que são necessários para sua empresa, reduzindo os requisitos de hardware e aumentando seu desempenho. Além de ser capaz de lidar com um grande número de processos simultâneos, sem apresentar problemas de desempenho.

     A sua flexibilidade e enorme gamas de soluções para diferentes necessidades, faz com que seja um sistema operacional perfeito para qualquer demanda: Banco de Dados, Backup, Armazenamento de documentos ou enorme arquivos de mídia, qualquer que seja sua necessidade, sempre há uma solução baseada em Software Livre.

4. TCO (custo de propriedade)

    Nesse quesito não tem como comparar, não há solução mais barata para sua organização. Para se ter uma ideia, para adquirir o Windows Server, na sua versão Standard, só de licença de software o investimento inicial parte de R$ 2.910 só para o rodar o sistema no servidor, enquanto, rodando Linux, sob licença GNU ou BSD, o investimento em software é zero.

    Uma pesquisa, patrocinada pela IBM fez um comparativo entre o custo total de propriedade entre ambientes, e o resultado foi que ambientes em Linux são até 40% mais baratos quando comparados a Windows:

                                                 Fonte: http://www-03.ibm.com/linux/whitepapers/robertFrancesGroupLinuxTCOAnalysis05.pdf 

 

 

    Por todas essas razões, quando se fala em ambientes de servidores, não há dúvída, o melhor custo benefício para seu ambiente de servidores é com a Lynx Consultoria.